Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

25 de novembro: Dia de enfrentamento a violência doméstica

Publicado em 28/11/2019 às 18:41 - Atualizado em 28/11/2019 às 18:41

Xaxim- O Dia da Não violência contra a mulher, celebrado no último dia 25, foi o assunto abordado pela vereadora do MDB, Joseane Sampaio, durante uso do espaço da tribuna na reunião ordinária de terça-feira, 26. Recentemente o Delegado de Polícia Civil da Comarca, Fernando Callfass abordou os índices elevados de violência doméstica no município, mas, que precisam ser enfrentados pelas autoridades.

Paralelo a isso, a vereadora destacou a aprovação pelo Senado Federal, da PEC 75/2019,  que Estabelece que a prática do feminicídio constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão. Agora a discussão segue para a Câmara dos Deputados. Joseane destacou que espera que a PEC auxilie a diminuir os dados globais de violência doméstica, haja vista que por dia, 13 mulheres são assassinadas no Brasil, colocando o país no ranking de quinto mais violento do mundo.

Embora os tempos mudaram, mesmo assim, ainda vivemos em um mundo machista, salienta a vereadora. Ao solicitar um aparte a vereadora Clesi Brandielli, enalteceu que antigamente os homens sustentavam os lares, hoje, as mulheres são responsáveis por grande parte da renda e além de trabalhar fora, ainda dão conta dos afazeres domésticos e mesmo assim, não são valorizadas.

Seminário sobre autonomia financeira

Na sexta-feira, 22, a bancada feminina da Assembleia Legislativa, realizou em Xaxim, o Seminário sobre Autonomia Financeira das mulheres do campo e da cidade e enfrentamento a violência. Organizado em parceria do Conselho dos Direitos das Mulheres, Poder Legislativo e demais entidades parceiras, o evento reuniu mais de 300 mulheres da região e abordou diversos temas importantes para o público feminino.

Na ocasião, a experiência de mulheres agricultoras do município que conquistaram sua autonomia financeira foram destaque, sendo exemplo para as demais, haja vista que muitas permanecem no mesmo teto do agressor pois dependem financeiramente deles. Segundo Joseane, a violência é ainda pior no interior, pois distante de todos, elas não têm a quem recorrer ou pedir ajuda, diferente da cidade, em que elas têm mais acesso à pessoas e serviços.

A vereadora também destacou o projeto de Lei Municipal 05/2019, de sua autoria, que veda a nomeação em cargos, pessoas que tenham sido condenadas por violência doméstica. O Projeto foi aprovado em primeira votação na terça e, segue para segunda votação nesta quinta.

 


Parlamentares Relacionados